sexta-feira, 15 de outubro de 2010

A sonda New Horizons está em Jupiter

A sonda New Horizons é uma missão não tripulada da NASA, que foi lançada em 19 de Janeiro de 2006, por meio de um foguete espacial Atlas V-551 a partir da Estação da Força Aérea, no estado da Flórida. A finalidade desta missão é a de explorar o Planeta anão Plutão e seus satélites, includindo a lua Caronte e transmitir as imagens e os dados coletados para a Terra. Os planejadores desta missão pretendem que a NASA aprove a continuação da missão para a exploração do Cinturão de Kuiper.
A sonda foi construída através de um consórcio formado entre o Southwest Research Institute e o Johns Hopkins Applied Physics Laboratory. O cientista coordenador da missão é S. Alan Stern da Southwest Research.
O principal objetivo desta missão é o de caracterizar globalmente a geologia e a morfologia de Plutão e de Caronte, além de mapear as suas superfícies. Também vai procurar estudar a atmosfera neutra de Plutão e estudar a sua taxa de fuga.
Os outros objetivos desta missão incluem o estudo das variações da superfície e da atmosfera de Plutão e de Caronte ao longo do tempo. Serão obtidas imagens de alta-definição em estéreo de determinadas áreas de Plutão e Caronte, para caracterizar a sua atmosfera superior, a ionosfera; as partículas energéticas do meio ambiente e a sua interação com o vento solar.
Além disso a sonda vai procurar pela existência de alguma atmosfera em torno de Caronte. Vai procurar caracterizar a ação das partículas energéticas entre Plutão e Caronte. Também irá procurar por satélites ainda não descobertos e por possíveis anéis que envolvam Plutão e Caronte. Posteriormente pretende-se que a sonda deixe Plutão e saia a procura de um ou mais objetos do Cinturão de Kuiper.
 Viagem a New Horizons "através do sistema de Júpiter em 2007, proporcionou uma visão panorâmica de um planeta dinâmico que mudou desde o último close-up, olha pela sonda da NASA. Uma combinação de tempo de trajetória, e da tecnologia permitiu-lhe explorar detalhes nenhuma sonda havia visto antes, como relâmpagos perto dos pólos de Júpiter, o ciclo de vida de nuvens de amônia frescas, pedaços de tamanho pedregulho de velocidade através de anéis fracos do planeta, a estrutura interna das erupções vulcânicas em sua lua Io, eo caminho de partículas carregadas que atravessa o comprimento previamente inexploradas da longa cauda magnética do planeta.New Horizons passou maior planeta do nosso Sistema Solar a caminho de Plutão, que deve chegar em 2015.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentario: